CienciaeTecnologia_15082017_baixa_TatiBeling.JPG
As oportunidades e desafios no setor de petróleo e gás natural no estado foram destaque na reunião da Comissão de Ciência e Tecnologia nesta terça-feira (15). Para falar do assunto, a Comissão de Ciência e Tecnologia convidou o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-ES) e o Observatório de Ambiente de Negócios do Instituto de Desenvolvimento Educacional e Industrial da Federação das Indústrias do ES (Ideies/Findes). 
 
Os deputados do colegiado ouviram a analista técnica do Sebrae-ES, Ana Karla Vitorio Macabu, e a gerente do Ideies/Findes, Aline DAvila. Ambas integram o Fórum Capixaba de Petróleo e Gás.
 
O Fórum Capixaba de Petróleo e Gás (FCP&G) foi criado para apoiar e articular ações de desenvolvimento do setor, facilitando a interlocução público-privada para ampliar a participação da indústria local de bens e serviços na cadeia global de valor de petróleo. As estratégias para estimular o desenvolvimento do setor são: capacitação e qualificação de pessoas e empresas; fortalecimento da imagem do Espírito Santo; desenvolvimento de novos produtos e serviços e geração de oportunidades para as empresas locais.
 
Tanto o Sebrae quanto o Ideies/Findes buscam apoiar a inovação no setor metalomecânico, demonstrando as chances de negócios para as pequenas e médias empresas fornecerem às grandes. Entre as ações, está a viabilização das demandas das grandes empresas de petróleo de produtos e serviços tecnológicos a serem desenvolvidos por fornecedores locais para os próximos anos.
 
“No âmbito do fórum nós conseguimos criar articulação entre as grandes operadoras e fornecedores do setor com as pequenas e médias empresas e indústrias locais. Nós damos esse apoio ao desenvolvimento tecnológico e à inovação na medida em que trazemos alguns tipos de programas e subsídios”, explicou a gerente do Ideies/Findes, Aline DAvila. 
 
Aline informou ainda que atualmente 14 empresas estão desenvolvendo 18 produtos e serviços apoiados pela Petrobras, sendo que três deles irão para o mercado até 2017. Além disso, já existem oito patentes registradas.
A analista técnica do Sebrae-ES, Ana Karla Vitorio Macabu, explicou que a instituição atua com foco em “promoção da inteligência competitiva, desenvolvimento da governança da cadeia local através de redes de aprendizagem ou cooperação”.
 
O Espírito Santo é o segundo maior produtor nacional de petróleo.  No primeiro quadrimestre de 2016, o valor recolhido em royalties de petróleo foi de R$ 262 milhões. Já no mesmo período, neste ano, subiu para R$ 418 milhões, o equivalente a 60% de aumento, segundo dados da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz).
 
O presidente da Comissão de Ciência e Tecnologia, deputado Esmael Almeida (PMDB), destacou o potencial do estado e parabenizou as ações no desenvolvimento da inovação e tecnologia do setor de petróleo. 
 
“É muito importante estimular as empresas capixabas a buscarem negócios com as grandes operadoras para garantir novas oportunidades de negócio. Vamos continuar trabalhando nesse assunto com o Sebrae e a Findes para incentivar as empresas capixabas a se qualificarem e buscarem inovação”, concluiu o parlamentar.
 
Larissa Lacerda/Web Ales
(Reprodução autorizada mediante citação da Web Ales)

Fonte: ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

FCP&G participa de reunião na ALES sobre oportunidades do setor de petróleo e gás no ES
Share
Classificado como:    

Uma ideia sobre “FCP&G participa de reunião na ALES sobre oportunidades do setor de petróleo e gás no ES

  • 17 de agosto de 2017 em 09:56
    Permalink

    Parabéns Aline e Ana Karla

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *